LOCALIZAÇÃO


FOLHADAL é uma laboriosa povoação da Freguesia e Concelho de Nelas, Distrito de Viseu. A sua origem, anterior ao Séc. XIII, mais propriamente dito em 1286, data em que o Rei D. Diniz dá o Foral a esta nossa aldeia já então Folhadal, mais tarde perdeu para Nelas, onde hoje está agregada.
Instalada inicialmente a nossa ASSOCIAÇÃO em instalações alugadas, hoje próprias, sempre funcionou com o objectivo de desenvolvimento cultural, recreativo e social da sua população e povoações vizinhas.
Actualmente, funcionando em vários sectores e com diversas actividades, conta com todos os sócios e amigos desta Associação, para apoiarem esta grandiosa Instituição, de desenvolvimento sócio-cultural.

 

O NASCIMENTO


Decorria o ano de 1939, quando os Senhores Abílio Pais Cabral e Augusto Pais dos Santos juntaram um grupo de amigos e organizaram uma “contradança”, nome usado na época para festejarem o Carnaval.


A organização resultou, dando corpo a um grupo de pessoas, que passou a desenvolver algumas actividades, nomeadamente Bailes e Festas Tradicionais, frequentemente realizadas, em largos e pátios particulares.
A necessidade de se obterem instalações próprias para o efeito, obrigou-os a alugar um barracão, onde existia um lagar, que mais tarde, serviu como suporte de um palco, um corredor envolvente com serventia de camarim e um pequeno bar.
Com alguma ideias provenientes do Brasil, foi dado o primeiro nome à actual Associação do Folhadal de “Grupo Recreativos Os Fenianos”.

 

A HISTÓRIA


A compra de uma televisão única na terra, na altura a preto e branco, conseguiu reunir novos elementos, pagando uma quota mensal, para puderem assistir diariamente à programação, sendo, no entanto, os jogos de futebol, aqueles que enchiam a casa.
Esta Associação viveu, sempre artesanalmente, até ao dia 20 de Janeiro de 1979, quando com o nome de “Associação Recreativa e Cultural do Folhadal”, se legalizou com estatutos e escritura em Cartório Notarial e publicação no Diário da República, n.º 50 – III Série, em 01 de Março de 1979.

  

DO VELHO SE FEZ NOVO


Estava dado o primeiro passo para o crescimento e desenvolvimento da Associação.
A partir desta altura, vários Corpos Directivos existiram e contribuíram para a continuidade da mesma.
Dez anos mais tarde, em 1989, um novo Corpo Directivo entrou, com vontade de fazer do velho/novo. Assim, ao encontrar as instalações em estado bastante degradado, decidiu demolir, parcialmente, o existente e fazer um projecto de uma Sede que dignificasse toda a povoação do Folhadal, demorasse, um, dois ou dez anos a construir.
Um projecto que resultou e que é, actualmente visível.
Totalmente construída e acabada, a Sede desta Associação, tem várias actividades em funcionamento, nomeadamente, um Centro de Dia, o Serviço de Apoio Domiciliário, uma Biblioteca, uma Escola de Música, Aulas de Ginástica e Manutenção Física, um Bar, Salão de Jogos, e outras actividades que pontualmente, vão sendo organizadas, tais como, Bailes, Teatros, Musicais, Festas Populares e Torneios Desportivos.
Durante o ano de 2001, esta Associação finalizou o seu Ringue Polidesportivo.

MOMENTOS MARCANTES

 
Constituem momentos marcantes da vida desta Associação:
- A sua legalização, em 20 de Janeiro de 1979;
- A alteração do seu nome para Associação do Folhadal - Centro Social, Cultural e Recreativo, em 22 de Maio de 1990;
- A sua Declaração como Instituição Particular de Solidariedade Social, reconhecida como pessoa colectiva de utilidade pública, em 01 de Junho de 1990;
- A abertura do seu Bar/Sala Convívio, em 07 de Novembro de 1992;
- A abertura do seu Centro de Dia, em 01 de Junho de 1994;
- A inauguração do seu Edifício Sede, em 21 de Dezembro de 1997;
- A comemoração do seu 60.º Aniversário, no dia 30 de Outubro de 1999;
- O início do Serviço de Apoio Domiciliário, em 01 de Julho de 2000;
- A aprovação da candidatura ao Programa Internet na Escola, em 20 de Dezembro de 2001, através do Ministério de Ciência e Tecnologia, englobando a ligação à linha RDIS, e fornecimento de um computador multimédia;
- A inauguração do seu Ringue Polidesportivo, em 30 de Dezembro de 2001;
- A assinatura na Sede desta Associação, do Protocolo entre Ministério da Juventude e 32 Associações Juvenis do Distrito de Viseu, inserido no Programa Geração Millennium 2.0, com a presença do Exmo. Sr. Dr. Miguel Fontes – Secretário de Estado da Juventude e Desporto, em 18 de Fevereiro de 2002, englobando a cedência de 4 computadores e respectivos acessórios, a esta Associação, para a ligação à Internet.
 

O PRESENTE


Actualmente com um número de associados que ultrapassa as três centenas, a Associação do Folhadal possui uma área de ocupação de 3072.00 m2, um vasto património e instalações funcionais, onde podem decorrer várias actividades em simultâneo, sem interferência entre si.
O Edifício Sede é composto por:
- Um Centro de Dia, com cozinha, refeitório, sala de convívio e instalações sanitárias;
- Um Bar, com duas salas de jogos e sanitários;
- Uma Biblioteca;
- Um Gabinete de Direcção;
- Uma Bilheteira;
- Um Bengaleiro;
- Um Monta Cargas;
- Um Átrio;
- Um Salão de Festas com Palco e “Passerelle”;
- Uma Sala de Projecção;
- Uma Sala de Bombeiros;
- Camarins de homens e senhoras;
- Um Bar Panorâmico.
 
Os anexos exteriores englobam uma garagem, um alpendre, arrumos, ringue polidesportivo, respectivos balneários, e um palco de apoio às diversas actividades.
Uma parte da área envolvente, do edifício Sede, destina-se à realização de Torneios Desportivos, Festas Populares e Actividades Diversas.
Salienta-se o esforço e a vontade de vencer de todo o povo do Folhadal, principalmente, os dirigentes desta Associação, que souberam ultrapassar todas as dificuldades e necessidades sentidas.
Actualmente, estas são cada vez maiores, o que dificulta a resposta a todas as situações encontradas, principalmente as ligadas à Terceira Idade, sendo imprescindível o apoio de várias entidades, necessário para atingir todos os objectivos.

 
 
                                                                       
Folhadal, 16 de Abril de 2002
                                                                O Presidente da Assembleia Geral
 
                                                                     Francisco Manuel Dias Gomes