CAPELA DE NOSSA SENHORA DA TOSSE

 

Anterior

Página inicial        

   


 

 

 

Monumento

Designação : Capela de Nossa Senhora da Tosse

Localização : Viseu, Nelas, Folhadal

Acesso : À saída de Nelas pela EN 231 Nelas / Seia, para Folhadal. A 1,7 Km no Lg. da Capela

Enquadramento : Urbano, a meia encosta, isolado e separado por adro murado e via pública, em zona de interesse paisagístico.

Descrição : Planta longitudinal, composta e irregular de volumes articulados. Disposição horizontalista das massas e cobertura homogénea de telhado de 2 águas. Embasamentos pouco proeminentes. Nave marcada exteriormente por pilastras em ambos os alçados laterais. Fachada principal orientada a SSE., com 3 degraus que dão acesso ao portal principal de arco em asa de cesto e sobrepujado por janela de sacada, recortada e emoldurada por frontão triangular curvo. Como remate, frontão curvado e contracurvado encimado por cruz assente em pedestal no vértice das 2 águas do telhado. Pilastras confinam a fachada, encimadas por pináculos. No mesmo plano, corpo da torre sineira, cega, à excepção do topo onde se rasga uma sineira de arco a pleno centro e uma outra lateral, encontrando-se as 2 restantes entaipadas. Pináculos nos cunhais e cobertura em coruchéu. O alçado lateral esquerdo é rasgado, no corpo da nave, por janelão de arco abatido emoldurado. Alçado tardoz com fenestração rectangular, em plano superior, cornija, pináculos e cruz assente em pedestal no remate das 2 águas do telhado. Alçado lateral direito com escadaria lateral que dá acesso à torre e ao coro-alto. 2 portas rectangulares, uma no corpo da nave outra no da capela-mor. Em plano superior, 2 janelas de arco abatido. INTERIOR: Capela de nave única, coro-alto, capela-mor e sacristia adossada ao tardoz da capela-mor. Do portal principal tem-se acesso a espaço fechado, protegido por guarda-vento, que, através de 3 degraus, conduz à nave, por porta rectangular. Em plano superior, coro-alto com balaustrada e janelão. Lado do Evangelho cego e, no lado da Epístola, porta em nível superior que do exterior conduz ao coro-alto. Ao nível térreo e nas imediações do arco triunfal, porta lateral para o exterior. Tecto de madeira em masseira. Arco triunfal apoiado em pilastras. Capela mor tem, no lado do Evangelho, janelão rectangular e no oposto 2 janelões rectangulares em planos diferenciados. Retábulo de talha policromada, com passagens de ambos os lados para a sacristia. Cobertura de madeira semelhante ao da nave. Sacristia com porta de acesso para o exterior e escadaria que conduz ao tardoz do altar-mor.

Utilização Inicial : Cultual e devocional.

Utilização Actual : Cultual e devocional.

Propriedade : Privada: Igreja Católica

Afectação :

Época Construção : Séc. 17 / 18 / 20

Arquitecto/Construtor/Autor :

Cronologia : Séc. 17 - data da construção do imóvel; séc. 18 - feitura dos retábulos; 1948 - datação existente na torre.

Tipologia : Arquitectura religiosa maneirista / barroca / revivalista ( a torre ). Igreja de nave única com coro-alto e capela-mor, cobertos com tecto de madeira de 3 panos. Fachada de maior riqueza decorativa em detrimento dos restantes alçados, com portal com ausência de decoração, encimado por varanda de sacada e remate em frontão contracurvado; pilastras simples como delimitadores dos panos em todos os alçados. Retábulo de talha policromada rococó. Torre sem decoração com cunhais em pilastras e remate por pináculos e cobertura em coruchéu.

Caracteristicas Particulares : Acompanhando o declive do terreno, o alçado tardoz é de menor altura que o alçado principal. Capela-mor com as mesmas dimensões da nave, marcada exteriormente por pilastras. Sacristia adossada ao tardoz da capela-mor.

Dados Técnicos : Estrutura autónoma

Materiais : Granito, rebocos e madeiras

Bibliografia : MARIA, Fr. Agostinho de Santa, Santuário Mariano, tomo. V, Lisboa, 1716; ALMEIDA, Fortunato de, História da Igreja em Portugal, tomo III, parte II, Lisboa, 1968; LOUREIRO, José Pinto, Concelho de Nelas Subsídios para a História da Beira, Nelas, 1957.

Intervenção Realizada : 1998 - execução do telhado e novos rebocos a expensas do povo.

Observações : *1 - é famosa a romaria a Nossa Senhora da Tosse, sendo pelo menos já referida em Fr. Agostinho de Santa Maria, que informa ter existido uma primitiva capela nas margens do rio Mondego, e que por causa das cheias se construíu a actual.