PELOURINHO

Anterior

Página inicial        

   

 

 

 
 
 
 
 


 

 

    Monumento

    Designação : Pelourinho de Folhadal

    Localização : Viseu, Nelas, Folhadal

    Acesso : Folhadal, Lg. da Capela

    Protecção : IIP, Dec. nº 23 122, DG 231 de 11 Outubro 1933

    Enquadramento : Urbano, em pequeno largo de forma triangular com inclinação para S., circundado pela Capela de Nossa Senhora da Tosse ( v. 1809030012 ) a E. e casas de dois pisos a N., O. e S.. Em destaque, isolado.

    Descrição : Soco de dois degraus circulares, planos, sendo o inferior mais alto e de maior diâmetro, parcialmente enterrado no pavimento, a N.. O fuste arranca de uma base diminuta, de vértices arredondados, quadrada, possuindo chanfros que originam uma secção octogonal. No quinto superior do fuste uma estreita gola com aro de ferro. Superiormente o fuste retoma a forma quadrada de vértices salientes onde assenta directamente o remate em pirâmide quadrangular, de faces lisas.

    Utilização Inicial : Marco jurisdicional: pelourinho

    Utilização Actual : Marco histórico-cultural: pelourinho

    Propriedade : Pública: estatal

    Afectação : Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

    Época Construção : Séc. 17 ( conjectural )

    Arquitecto/Construtor/Autor :

    Cronologia : 1286 - foral de D. Dinis ou Carta de Povoação; desconhece-se a existência de foral novo, estando os habitantes sob a alçada administrativa do concelho de Senhorim sediado em Vilar Seco, embora com justiças próprias, justificando a existência de um pelourinho *1; séc. 17 - provável edificaçãod o pelourinho; séc. 19 - a povoação do Folhadal é anexada ao Concelho de Senhorim.

    Tipologia : Arquitectura civil, maneirista. Pelourinho do tipo "pinha" piramidal de secção quadrangular, com fuste quadrado de vértices chanfrados, liso, desprovido de decoração.

    Caracteristicas Particulares : Pelourinho rústico de proporções atarracadas e linhas simples.

    Dados Técnicos : Estrutura autoportante.

    Materiais : Granito e aro de ferro.

    Bibliografia : REAL, Mário Guedes, Pelourinhos da Beira Alta, Folhadal, Rev. Beira Alta, Vol. IV, 1945, pp. 56-61; LOUREIRO, José Pinto, Concelho de Nelas (Subsídios para a História da Beira), Nelas, 1988; SOUSA, Júlio Rocha e, Pelourinhos do Distrito de Viseu, Viseu, 1998.

    Observações : *1 - os julgamentos eram efectuados sobre um carro de bois, junto do Pelourinho.